quarta-feira, 26 de novembro de 2014

IRRECONCILIÁVEL!!!...


Regressado, há dois dias, a este fétido rectângulo, cagado à beira do continente europeu possivelmente para não conspurcar o restante território, nem tive tempo para me preparar para as, previsíveis, desilusões desportivas...

Numa lógica de continuidade, não seria de esperar outra coisa. E não aconteceu outra coisa; aconteceu, apenas, o expectável. Ou seja, mais um desempenho miserável numa jornada europeia, frente a um adversário que ainda não tinha vencido em casa - empate com o Mónaco e derrota com o Leverkusen... - e que a única vez que tinha vencido fora na Luz, por 2-0!

Dói ver a nossa equipa arrastar-se, por essa Europa fora, vergada a equipas de muito duvidosa qualidade... mas com muito mais querer, e determinação, do que nós alguma vez tivemos no passado recente!
Já não acredito que estas misérias aconteçam só por desinspiração, individual ou colectiva, ou por erros ocasionais, ou opções falhadas, do treinador.
Foda-se!!! Não acredito!
Não há outra explicação que não seja o facto dos jogadores se estarem a cagar para isto, ou o treinador ser, objectivamente, burro e incompetente!!!
Bem... existe sempre a questão dos prémios, por objectivos, serem mais aliciantes - por serem mais facilmente atingíveis, claro... - no plano doméstico!

Jogámos com uns russos com ar de mafiosos, reforçados por alguns que já vestiram o manto sagrado e fizeram juras de amor eterno ao Benfica, mas que foram logo a correr para outras paragens quando lhes acenaram com mais dinheirinho - Witsel, Garay e Javi Garcia - e com um gajo brasileiro, de cú grande e com ar de panasca - que hoje foi futebolisticamente enrabado pelo André Almeida... - tal como por uns portugueses que são tão bons que ninguém os quis cá dentro de portas - Neto e Dany.
Foi contra esta fantabulosa equipa que o Benfica, servido de bons jogadores, que contam com excelentes condições de trabalho e são superiormente tratados, que conseguimos perder os dois jogos, fazendo exibições miseravelmente ridículas, tanto na Luz como em São Petersburgo...
Foda-se!!!
Inexplicável. E irreconciliável... com a génese do Benfica e com a sua história!

Com jogadores que actuam de forma displicente e incompetente, e que não se mostram minimamente empenhados em correr atrás do prejuízo, e com um treinador teimoso como um burro e burro como o caralho, que parece acertar sempre naquilo que de pior poderia acontecer, está cada vez mais difícil ser benfiquista.
Claro que estou a referir-me ao verdadeiro benfiquista, aquele que sofre e fica visceralmente trucidado quando o clube não ganha. Não àquele benfiquista que depois de uma derrota - ou de um empate... - vai alegremente, como se nada tivesse acontecido, para os copos, com a malta.

Claro que ao Grande Líder não deixa de ser conveniente este atordoamento do benfiquismo. É para ver se não lhe exigem muito; ou seja, que se esqueçam que passar à fase seguinte da Champions deve ser a regra e não a excepção.
Por isso, para varrer da memória colectiva o que é o verdadeiro Benfica, o Grande Líder e a BTV - sim, BTV e não Benfica TV!... - empurraram para fora da televisão aqueles que sentiam e viviam o verdadeiro Benfica, e que exigiam sempre tudo a quem o representa, para lá colocarem uns quantos putos imberbes  e yes man...
Vão-se foder!!!

1 comentário:

  1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar